top of page
  • Foto do escritorEduardo Amorim

Cream Ale

Pode até levar milho e se parecer com aquela cervejinha da esquina. Mas é muito melhor!

Copo de cerveja com milho
Cerveja de milho?

Ale leve e viva, perfeita para dias quentes, momentos sem compromisso, pro churrasco etc. Além disso, é fácil de fazer. Enfim, uma ótima combinação.


 

Como nasceu? Quais as características? Onde vive?


A Cream Ale já existe desde os anos 1800 e que, bravamente, sobreviveu à Lei Seca. Aliás, antes da proibição elas eram mais fortes, mais amargas, chegando a 30 IBUs ou pouco mais. Hoje têm, em média, 10 IBUs.


Esse estilo surgiu através dos fabricantes de cervejas ale para competir com as lager, que haviam caído no gosto de grande parte da população e, durante a Lei Seca, foram muito fabricadas no Canadá.


O desejo de imitar as lager era tanto que, no início, alguns cervejeiros usavam a levedura lager em temperaturas de ale a fim de trazer a limpeza de uma lager para uma fabricação tipo ale. Hoje não se faz mais isso, usa-se as leveduras ale com controle de temperatura.


Com o fim da Lei Seca, o estilo voltou a ser produzido nos EUA e, pela sua simplicidade e semelhança com as cervejas de massa, caiu no gosto de muitos cervejeiros caseiros, que queriam fazer algo rápido, simples e que agradasse à maioria das pessoas.


 

Características gerais da Cream Ale


Essa cerveja faz parte do grupo 1 (Standard American Beer) do BJCP, e está no subgrupo 1C.

OBS: Para quem não sabe ou não lembra, esse grupo 1 do BJCP junta as cervejas mais populares, chamadas de main streams, ou cervejas de massa, como Bud Light, Budweiser, Skol etc. Repare que, ao contrário do que está no rótulo de algumas, ELAS NÃO SÃO PILSEN!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! (deculpem, hoje não tomei meu remédio...)


Seguindo .... esse subestilo tem as seguintes características:

  • Uma American Lager limpa, bem-atenuada e saborosa, refrescante, mas com mais corpo do que as típicas lager americanas.

  • Notas de malte de médio para médio-baixo, com um aroma doce semelhante ao milho. Estão permitidos baixos níveis de DMS (dimetilsulfeto), aquele composto liberado durante a fervura e que lembra milho ou legumes cozidos.

  • Aroma e sabor de lúpulo de médio-baixo a nenhum.

  • Cor amarelo palha a moderado ouro, mas normalmente mais claras. Espuma de baixa a média formação.

  • Embora não seja obrigatório, recomenda-se passar a cerveja por um período prolongado de maturação fria, a fim de reduzir os ésteres e deixá-la com um sabor mais limpo.

Enfim, se você reparar bem, é exatamente a descrição das cervejas do dia-a-dia, aquela do churrasco, mas, ao contrário das cervejas mais populares, a Cream Ale é de alta fermentação, tornando-a mais fácil ainda de produzir em casa.


 
Mikkeller Cream Ale
Mikkeller Cream Ale

Exemplo de uma cream ale. Essa é da cervejaria Mikkeller, que tem um aroma cítrico peculiar, proveniente do lúpulo Amarillo

 

Regras de ouro


  • Os adjuntos podem chegar a 20% de milho macerado e 20% de glicose (ou outros açúcares) na etapa de fervura. Ou seja, apesar do drama que fiz nesse post, a começar pela imagem da capa, o milho não é obrigação, pode-se usar um açúcar mais simples.

  • O uso de arroz em vez de milho deixa a cerveja com aromas mais limpos.

  • Se sua cerveja não atenuou, não 'secou' o suficiente, experimente trocar 10% do malte por açúcar simples (açúcar de mesa) na próxima brassagem.

  • Experimente substituir a levedura comumente usada (S-04, US-05, WLP-001, Wyeast-1056) por uma levedura Kölsch. Isso dará uma semelhança maior com uma lager e, eventualmente, adicionar notas frutadas à cerveja.

  • Adicione malte Carapils (uns 5% da receita) para maior retenção do colarinho.

 

Receita

Ingredientes para 20l em um sistema com 75% de eficiência OG = 1.044 FG = 1.007 ABV = 4.9% IBU = 13 Cor = 7 EBC

  • 30l de água cervejeira ajustada para um perfil equilibrado

  • Malte Pale Ale 1,6kg

  • Malte Pilsen 1,6kg

  • Flocos de milho 250g (isso mesmo, sucrilhos, flocão etc)

  • Açúcar 250g

  • Lúpulo Liberty 4.3% 25g 60min

  • Lúpulo Liberty 4.3% 9g 0min

  • Leveduras (escolha um pacote de uma dessas): White Labs WLP080 Cream Ale, Wyeast Labs 1056, Mangrove Jack's M44, Fermentis US-05. Para as leveduras líquidas, faça 1 litro de starter. Para as secas, não esqueça da hidratação.


Mostura

  • 75min @ 67°C

  • 10min @ 76°C


Fervura

  • 60min


Fermentação/Maturação

  • 7 dias @ 19°C (ou conforme o fabricante da levedura indicar)

  • 14 dias @ 5°C


Envase

  • Carbonatar a 2.5 volumes de CO2

  • Isso dá cerca 6.5g/l se for fazer priming com açúcar

  • Ou, cerca 1 kg/cm² (14.5psi) de CO2 no caso de carbonatação forçada


Serviço

  • Essa cerveja está pronta para beber assim que carbonatar

  • Guardada em temperatura de adega, tem validade de cerca de 8 meses

  • Servir a 7°C


 

Conclusão

Se você quer fazer uma cerveja versátil, que agrada à maioria dos paladares, fácil de fazer e fácil de beber, vá nesse estilo.


Não tenha medo de experimentar com diferentes lúpulos (Amarillo, Columbus, Challenger), fermento Kölsch, malte carapils, munich, vienna. Mas tudo sem exagero pra manter a leveza e limpidez da cerveja. Com certeza o resultado agradará.


 

Referências

Livros

DANIELS, Ray. Designing Great Beers. Brewers Publications, 2000 FERGUSON, Euan. Cerveja Artesanal. Quarto Editora, 2018 LAW, Dave; Grimes, Beshlie. Cerveja Artesanal. Publifolha, 2015

Sites

Créditos das imagens

https://farmersbar.com.my/products/mikkeller-cream-ale

https://engarrafadormoderno.com.br/processos/cerveja-de-milho

 

Quer aprender a fazer essa cerveja? Nós vamos até aí te ensinar, pois ensinamos em domicílio (casa, empresa, festa, velório etc etc etc), além de darmos consultoria e atender a eventos.




5.266 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page